sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Cota

Um assunto muito polêmico é o que trata das cotas para negros em universidades ou em concursos.

Devemos nos inquirir qual é o fim das cotas, para que servem, caso queiramos ser coerentes.
Por isso a postagem abaixo segue os padrões de diálogo feitas por Platão.


- Mas dar cotas aos negros não é chamá-lo de burros?
- Quem diz isso é a burguesia. Os negros não são burros e precisam das cotas.

- Por que precisam das cotas?
- Para corrigir uma injustiça histórica. Pois os negros foram tirados à força de suas terras pela sifilização civilização cristã. Trabalharam como escravos até quase o fim do século XIX. Quando foram "libertos" pela "generosa" princesa Isabel. E quando os negros foram libertos graças à "benevolência" da princesa, eles não foram indenizados nem foram contratados por aqueles que foram seus senhores. Saíram das fazendas apenas com a roupa do corpo. E foram para onde? Para os lugares onde se encontram as grandes favelas, este assunto já foi tratado aqui com maestria pelo professor Domingos, aqui.
Toda injustiça tem que ser desfeita, isso chama-se satisfação. Os negros foram espoliados, roubados, enfim explorados, logo o sistema de cotas não é acepção de pessoas, como querem os idiotas. Não, o sistema de cotas não é um privilégio, mas justiça. Se essa injustiça tivesse sido corrigida ainda no império (que durou pouco mais de um ano após a abolição) ou nas primeiras décadas da república os negros não precisariam das cotas.

- Ah, mas os negros hoje tem as mesmas chances que os brancos, e além do mais tem brancos pobres.
- É mesmo? Não é isso o que diz o estudo da Dieese, pelo contrário afirma que os negros mesmo tendo a mesma escolaridade que brancos ganham menos. Então lhe pergunto: Que bosta de igualdade é essa? Se o salário é desigual entre negros e brancos, quanto mais o acesso à educação.

- O negro se estudar pode competir de igual para igual com o branco.
- Sei, com o branco que estuda no Objetivo, que estudou nas melhores escolasb e teve os melhores professores.
- Mas há brancos pobres, então por que cotas?
- Se fosse me provar que alguma vez na história do Brasil tivemos oficialmente escravidão branca, então eu mesmo serei contra o sistema de cotas. O que eu sei é que os negros não foram indenizados, não foram contratados com o fim da escravidão, pelo contrário os grandes fazendeiros contrataram italianos, e por mais que sofressem não eram escravos e não sofriam os preconceitos que os negros sofrem até o presente dia.
- Eu tenho olhos azuis e tenho ascendência negra, então eu tenho direito ao sistema de cotas?
- De modo algum.
- Por que?
- Você já foi chamado de crioulo, de macaco e de outros nomes ofensivos ao povo negro?
- Não. Então você não é negro. Além do mais diga-me, você seria escravo no século XIX no Brasil escravocrata?
- Não.

- Mas o sistema de cotas acirra ainda mais o racismo.
- Por que diz isso, acaso antes das cotas os brancos eram mais tolerantes com os negros?
- Não. Mas acho que vai piorar.
- Ah, vai piorar se corrigir uma injustiça e se ajudar que os negros realmente tenham direitos iguais.

- Mas isso é passado. Águas passadas não voltam atrás.
- Engano seu, a justiça não é baseada no presente mas no passado. Os tribunais não jugam o que acontecerá, ou o que acontece, mas o que aconteceu. Seguindo sua lógica, o casal Nardoni não deveria ser punido, uma vez que a morte da Isabela é passado, como se o crime tivesse deixado de existir. Essa sua lógica destruiria a justiça por inteira.
- E os judeus que sofreram na Alemana nazista não deveriam ser indenizados?
- E quem disse que não foram ou estão em vias de serem?
- Mas passado é passado.
- Quer dizer se alguém lhe assaltar você não vai prestar queixa, porque quando for fazer a queixa o assalto já será coisa do passado, certo?
- Não. Mas isso traz sérias complicações.
- E por trazer "sérias complicações" devemos deixar as coisas no pé em que estão e deixar a desigualdade reinar?
- Não, mas existem outros meios?
- Quais?
- ........

- Mas dar vagas para negros nas universidades não é chamá-los de incapazes, de incompetentes?
- Como disse acima os negros ganham menos que brancos, então significa que devem trabalhar mais que os brancos, sendo assim tem menos tempo de estudar, deve ser isso o que você chama de incompetência.
- Estou confuso e não sei o que pensar.
- Pense no que é certo, no que é justo e nada mais.

2 comentários:

Guilherme de Almeida Ferreira disse...

Confesso, este foi o melhor texto referente a Cotas!

Sinceramente, por muito tempo eu mesmo me posicionei contra, por algumas questões abordadas em seu diálogo, mas vejo-me sem saída para não defender as Cotas, após as respostas aqui apresentadas.

Sinto-me como no último questionamento, confuso... E a quanto a última resposta? Sim, mudei minha postura!

Parabéns!

Peço-lhe licença para postar este texto em meu blog, pois assim como eu, outros negros necessitam ler tais verdades.

Estou realmente perplexo!

Fernando disse...

Caro Guilherme, tem a permissão para reproduzir o texto em seu blog. Obrigado por seu comentário.