sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Idosa impede assalto à joalheria



Os telejornais da tevê aberta divulgaram o vídeo de uma velhinha idosa que impediu o assalto à uma joalheria na Inglaterra. Uma notícia comovente para uns, exótica para outros e ideológica para mim. Quando eu assisto aos telejornais eu não sou telespectador passivo, um mero receptor daquilo que a mídia burguesa quer incutir, não. Eu sou crítico, não aceito dogmas, questiono. Caso contrário, apenas estarei reproduzindo a forma de pensar das grandes mídias.

O que a mídia burguesa deseja com esse fato? Mostrar essa idosa como exemplo de coragem ao defender a propriedade privada. (Seria a sua?) Que se uma septuagenária enfrentou bandidos qualquer pessoa de bem pode e deve fazer o mesmo.

Mas por que defender uma joalheria? A joalheria não tem seguro? Por que arriscar a vida por ouro e jóias que não seus? (Suponho que os tesouros que iam ser roubados não eram dela).

Fico a pensar será que essa velhinha defenderia uma greve de trabalhadores explorados por seus patrões? Será que lutaria por operários injustamente demitidos para que voltassem às suas funções? Será que luta contra aqueles que a todo custo querem desmantelar o welfare state? Pois essas são as causa é que precisam de pessoas corajosas que as defendam.

Será que a senhorinha surraria patrões que pagam salários de fome a seus empregados? Será que essa senhora daria bolsadas nos neonazistas que crescem por toda a Europa? Não quero respostas, quero que as pessoas pensem ,reflitam e que vejam as notícias através de um outro prisma. As perguntas nem sempre são feitas para se obterem respostas, muitas vezes são feitas para provocar um incômodo, para despertar as pessoas que estão encantadas com o mundo midiático.

Não me surpreendeu a atitude da velhinha e tampouco considero uma heroína uma vez que foi defender a burguesia e não quem de fato precisa de apoio. Sei que muitas pessoas vão discordar de mim, outras ficarão melindradas, mas não posso deixar de escrever acerca das manipulações midiáticas.

5 comentários:

quandoescrevo disse...

De repente estão querendo dizer que heróis não morrem!

Lembrei do Cazuza rss!

Eu não vi a reportagem, mas de fato, querem fazer das pessoas heróis e heroínas dos bens deles!

Vi dezenas de casas serem demolidas logo aqui perto e nenhuma reportagem mostrando alguém defendendo os sem-teto. A área onde estavam os barracos, totalmente livre, a merce da especulação imobiliária.
Acontece muito disso em Goiânia no trasnporte coletivo, as vezes, passageiros e motoristas de onibus, colocam para descer do busu aqueles que não tem dinheiro para passagem. Defendem até a morte os felizes diregentes do Trasporte na cidade que andam em seus carrões a vidros fechados e ar condicionado.

Fico a pensar até que dia o povo não se sentirá povo!

LK Humor disse...

Como sempre mais um post de excelência, coisa comum em seu blog :D
Obrigado por me fazer olhar notícias por esse ângulo.
Mas devo dizer que tenho dúvidas quanto ao intuito da múdia ao divulgar uma notúcia dessas, se realmente havia o interesse em progagar essa ideologia.
(É o meu primeiro comentário, porem nem de longe a primeira visita)

Fernando disse...

Querida Aline o pior burguês é aquele que é pobre. É ideologicamente burguês, defende os burgueses porque pensa que um dia será burguês também. E assim a burguesia continuará no poder, enquanto o povo não tomar consciência.

Fernando disse...

LK Humor fico feliz que eu tenha contribuído para que você veja as notícias com outros olhos. Quero que o amigo veja as notícias não com os meuis olhos, mas com os próprios olhos. Questionem, duvide mesmo de mim, pesquise.

Venha sempre aqui para comentar, mesmo que não concorde comigo. O importante é trocarmos ideias. =)

Obrigado.

Uma PROFESSORA apaixonada.... disse...

Olá, estou apenas passando para avisar que o endereço do meu blog mudou, tem lá um pequeno esclarecimento.
Beijos,
Lu
http://entreogizeocoracao.blogspot.com/