segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Brincar de polícia e ladrão?

Homenagem aos manifestantes que sofreram maus-tratos por parte da polícia em especial ao jovem servidor municipal e militante comunista Vinícius Boim





Pedrinho foi chamar seus amigos para brincar.
- E aí galera vamos brincar de polícia e manifestantes?
- Você quer dizer polícia e ladrão - corrigiu Dudu.
- Polícia e ladrão???!!! Pedrinho replicou num misto de admiração e curiosidade.
- Claro, sempre foi assim.
- Ah tá. Só se for para você brincar com teu pai. Você não assiste televisão, não acessa a internet? A moda agora é repressão.
- Explica que troço é esse de repressão - pediu o Carlinho.
- Repressão é quando a polícia vai bater em manifestantes que estão descontentes com o governo, com o aumento do preço dos ônibus, etc...
- Pô legal, disse o Dudu. Vamos brincar.
- Eu vou ser da polícia - disse o Pedrinho - e quero comigo o João, o Murilo, o Rafael e o Everton que são os mais fortes.  Dudu, Carlinho, Rodrigo, Paulinho, Tiaguinho eo Júnior vão ser manifestantes, ok?
Ok! gritaram em coro.
Mas o que faz um manifestante? - Perguntou Dudu.
Protesta, oras! De forma pacífica, com cartazes e com gritos contra a ordem. Entenderam? Perguntou Pedrinho.
Os manifestantes disseram em uníssono: Sim.
O meu grupo e eu vamos fazer cartazes - disse Dudu - e você prepare seus soldados daqui a 15 minutos a gente volta aqui, beleza?
- Beleza.

Os meninos que faziam as vezes dos manifestantes, desfilavam com seus cartazes protestando contra o preço abusivo dos ônibus. Do outro lado vinham os meninos fortes armados de paus que representam os cassetetes e estingues com pedras que representam as balas de borrachas.

Os pequenos e imbeles manifestantes gritavam contra o preço abusivo, faziam discursos contra o absurdo do aumento das passagens. Logo chegaram os pequenos repressores fazendo as vezes da polícia militar, dando pauladas num, socos e chutes noutros e estinlingadas em todos os que não fossem da polícia. Os manifestantes como era de se esperar fugiram e no dia seguinte encontraram-se com seus "amigos" e disseram que não queriam mais brincar daquilo. Dudu falou por todos: "Ao menos quando a gente brincava de polícia e ladrão todo mundo tinha vantagem, agora só um lado tem vantagens, da próxima vez queremos ser policiais".
- Fraquinhos como são terão que ser mesmo manifestantes - respondeu Pedrinho e ajuntou: galera vamos embora não aguento ver um bando de chorões. E os pequenos policiais foram embora e os manifestantes aprenderam sua primeira lição sobre cidadania: Todos tem liberdade para ficar calados e obedecer a ordem reinante, caso contrário a porrada vai descer e braba.

2 comentários:

Uma PROFESSORA apaixonada.... disse...

PERFEITO,.., TIRO O CHAPÉU PARA VC!
TRISTE REALIDADE...

quandoescrevo disse...

E eu aqui, esquecendo da aprendizagem significativa... Trabalhei o conteúdo de brincadeiras populares com meus alunos, e foi lembrada 'polícia e ladrão', não me atentei para a nova versão da coisa.

Muito bom o texto!