sábado, 16 de outubro de 2010

Não se iluda com Serra

Dirijo minhas palavras à você jovem que é cristão da igreja romana ou de alguma igreja protestante. Você, diz que não votará na Dilma porque ela é abortista (ela não é) e/ou porque ela aprovará casamento gay. Você é contra o casamento gay, por puro preconceito, não porque refletiu sobre o assunto. Você é contra o aborto porque o padre ou pastor falaram que é pecado, etc...

Jovem os gays não querem casar na igreja seja na católica seja nas igrejas protestantes. Eles apenas querem que seus direitos sejam reconhecidos e garantidos por lei, só isso. Por que eles não podem ter esses direitos garantidos se vivem juntos e fazem de seus respctivos patrimônios, patrimônio comum?

Jovem que me lê, de nada adianta a tua religião ser contra o aborto e ser homofóbica, se você jovem corre o risco de ficar desempregado, se corre o risco de não ter um estudo superior, se corre o risco de não ter segurança ou de ser atendido num hospital público falido.

Toda essa questão de fundo moralista, é apenas um véu, para que você não veja a realidade. O PSDB quer lhe enganar, espalhando por aí que a Dilma é abortista e a favor do casamento gay. Mas essas coisas não são projetos para o Brasil.

Suponhamos que o José Serra vença as eleições do 2º turno e que sua igreja comemore porque o perigo do aborto e do casamento gay, que se chama Dilma foi afastado. Ótimo, não? O PSDB não vai legalizar o aborto, mas vai privatizar o pré-sal, vai acabar com programas sociais como bolsa-família e PROUNI.

Ora com a miséria que será aumentada pelo PSDB os abortos clandestinos crescerão ainda mais e de nada adianta não legalizar o aborto. Agora suponhamos que a Dilma consiga que o aborto seja legalizado, mas que diminua um pouco a miséria, ora os abortos diminuirão, pois o que provoca o aborto nas mulheres pobres é a condição de não terem condições de criar os filhos que carregam em seus ventres.

O Brasil pode ser contra o aborto, mas isso não faz com que os abortos diminuam, pelo contrário tendem a aumentar se a miséria aumentar.

Eu sou contra o aborto, exceto em caso de estupro ou por má formação do feto ou quando a vida da mulher corre perigo. Mas ainda que o PT fosse abortista como andam pregando por aí, ainda assim eu votaria no PT, pois sei que a miséria só aumentaria ainda mais os abortos clandestinos.

Jovem não é a fé que deve decidir a política mas o bom-senso. Se você tem faça o favor de usá-lo.

Um comentário:

quandoescrevo disse...

Fico besta quando me veem com um discursinho barato de que Dilma aprova o aborto e que isso é um grande pecado!
Acreditam que Serra é a opção para mudanças e melhorias... Esquecem que o PSDB e afins, promove abortos inúmeros com suas privatizações, destruição de programas sociais entre outros.
Não tem percepção de que pecados e abortos acontecem todos os segundos neste país tão desigual vendido, alugado, acabado por uma política suja, porca e interesseira...
Disse um por aí: Dilma pode não ser a candidata dos sonhos de muita gente, mas Serra é o pesadelo de todos!